Calendário da Paz
kin-Lua-9
kin-1-Dali.png
VINAL-13
tom9.png

Site do Movimento Mundial da Paz e Mudança ao Sincronário das 13 Luas

20/04/2011

José Argüelles: O Pitágoras de Nosso Tempo

Arquiteto do Futuro Humano no Caminho Além da Tecnologia

Por John Kaminski

“NÓS ESTAMOS NOS TORNANDO TELEPATAS BIOSOLARES!”

O melhor de tudo é cantar.

— Pitágoras

Mestre e servidor. Mestre da Lei do Tempo, e servidor da vibração universal.

Ele foi o Pitágoras de nosso tempo, cujo impacto no future será comparado a Newton, Tesla e Jung. Entre os filósofos/exploradores dos novos reinos da consciência humana do século 20, suas realizações superaram até mesmo Krishnamurti, que se negou a ser o deus dos Illuminati, e Castaneda, que confirmou a comunicação com os seres inorgânicos.

José Argüelles, portador da graça do dom do tempo natural, entrou em outro mundo em 23 de março (17 da Lua Solar) em sua casa de retiro no hemisfério sul, aos 72 anos de idade.

A grandeza de um homem é medida pela duração de suas ideias – geometria Euclidiana, física Newtoniana, sólidos Platônicos. Pitágoras, para aqueles que não o conhecem, foi um antigo Grego que nos deu um sistema de conhecimento que se transformou na matemática moderna e um conceito de geometria sagrada que ainda hoje em dia se pratica fervorosamente.

Argüelles, esse elétrico artista místico Maia, nos resgatou da tirania incompleta do tempo artificial e estabeleceu um sistema plenamente funcional de tempo natural, já bem desenvolvido entre seus milhares de seguidores de todo o mundo, que se infiltra na mente das pessoas como uma verdade evidente, uma vez que você compreende o que ele descobriu, o qual é um caminho claro para um futuro de confiança e onde ocorrem a sincronicidade e a verdade de forma natural.

Ele deixou uma boa lembrança dos eventos conscientemente expandidos através de toda a trajetória de sua vida — a fundação do Dia da Terra, a Convergência Harmônica de 1987, A Sonda de Arcturus, a Profecia do Telektonon, mas, o melhor de tudo foi ter nos deixado o Calendário de 13 Luas e o Encantamento do Sonho, esse tabuleiro de jogos gerador de sorrisos, que nos fez darmo-nos conta da falsidade dos sistemas artificiais que regem nossas vidas, assim como das alturas para a qual nossa mente está preste a se expandir. Argüelles passou toda a sua vida nos dizendo para prestarmos atenção aos sistemas naturais que pudermos perceber.

Um servidor incansável da vibração universal, Argüelles expandiu a consciência humana à um grau que será reverenciado entre os mais altos componentes do conhecimento humano nos séculos vindouros. Ele nos deixa com o presente do tempo natural, milhares de seguidores, e uma nova e encorajadora visão do futuro.

Com um doutorado em História da Arte da Universidade de Chicago, ele escreveu Terra em Ascensão (1983). A celebração mundial da Convergência Harmônica foi seguida, pouco depois, pela queda do Muro de Berlin. O jogo do Encantamento do Sonho chegou a ser um culto entre os mais inteligentes, cuja visão das coisas começou a se expandir cada vez mais, com a ajuda sempre disponível da sincronização universal.

Em sua impressionante entrevista com Regina Meredith, em Dezembro passado ("José Argüelles, e o Calendário Maia"), ele nos deixou com uma previsão para o futuro da humanidade que só pode lhe deixar com um enorme otimismo. Nós estamos nos convertendo em “telepatas biosolares”, que receberemos nosso alimento diretamente do Sol, ainda que conectados por telepatia e empatia com tudo e com todos.

José disse:


" . . . nossa natureza biológica está totalmente conectada a nossa natureza solar. Isto é o que os antigos falavam como o advento do sexto sol da consciência da nova Era Solar. A nova Era Solar é quando nos dermos conta de que a nossa consciência está intimamente relacionada ao Sol, à radiação solar e aos raios de informação solar. Assim, somos de natureza biológica, nossa consciência está sintonizada e regulada pelas pulsações solares e, quando nos integrarmos aos elementos biológicos e solares, ativaremos nossos poderes telepáticos e nos tornaremos telepatas biosolares".

Filho de um padre mexicano-comunista e mãe luterana-americana, José passou seus primeiros cinco anos no México com seu irmão gêmeo, Ivan, e sua irmã mais velha, Laurita. Depois desse tempo, sua família se mudou para Minnesota, e os efeitos do conceito de sincronicidade, de Carl Jung, misteriosamente, guiaram cada passo da viagem de sua vida, ao focalizar o tema do tempo. Quando era adolescente, e viu primeira vez a Pirâmide do Sol, em Teotihuacan, ele subiu correndo até o topo e experimentou uma luz branca que, mais adiante, foi capaz de identificar como o conhecimento cósmico. Pouco tempo depois, trabalhando em uma biblioteca, cruzou casualmente com o tratado de Sylvanus Morley, sobre a Matemática Maia, e, então, recebeu um calendário maia do escritor Lakota Tony Shearer — porém, a verdadeira manifestação divina veio no Museu do Relógio, em Genebra, Suiça. José relata:

"Eu estava no Museu do Relógio e, depois de duas horas, me dei conta de que toda a civilização moderna se baseia em uma frequência de 12, como as 12 horas que você tem na face de qualquer relógio, que você encontra em qualquer lugar, e 60 minutos e também o calendário Gregoriano de 12 meses. Eu soube, de repente; eu vi que esta é a razão pela qual a civilização moderna está sendo levada a cair diretamente em um precipício.

"Eu tive a oportunidade de ver o que era. Esse Tempo Maia é cósmico; é universal, são ciclos infinitos que lhe põe nos ritmos da Natureza... O tempo artificial nos separa da natureza. Ele nos separa de nossa própria alma. Nos deixa cada vez mais alienados de nós mesmos. Nos deixa cada vez mais alienados da natureza. Quanto mais alienados estivermos da natureza, mais fácil será esgotarmos os recursos e os usarmos para nosso uso próprio, a fim de ganhar dinheiro ou gastar nosso dinheiro. Então, eu poderia dizer que é só um caminhão sem freios que se dirige até uma parede de ladrilhos.

"A verdadeira natureza do Tempo é a sincronicidade. OK. Esta é a natureza do Tempo. Tudo no universo está sincronizado consigo mesmo. A Lua está sincronizada girando em torno da Terra; a Terra está sincronizada girando ao redor do Sol; o Sol está sincronizado com sua constelação, na região galáctica local e girando em torno da galáxia. Todo agrupamento de galáxias está sincronizado, e assim por diante. Então, tudo está sincronizado. Quando os pássaros despertam pela manhã ao aparecer os primeiros raios de Sol, e param seu canto quando o Sol se põe, e tudo é uma grande sinfonia sincrônica, do ponto de vista da Terra, e a Terra é um todo. Se você vai ao espaço e observa a Terra, certamente, um lado está escuro e um lado está claro, porém, está sempre girando. Mas, para a Terra como um todo, é um mesmo momento todo o tempo.

"OK. É um mesmo momento no Tempo a todo o instante. Do ponto de vista da Terra, tudo está em um estado de sincronicidade. Porém, vivemos em uma bolha artificial, então não conseguimos reconhecer isto. Jung chegou ao conceito da sincronicidade em 1952. Isso foi como começar a raspar a superfície em que as bordas se desgastaram. Você conhece a sincronicidade e então adquirimos coisas como o LSD e fazemos abrir mais dois novos buracos no véu, você sabe. Então, quando veio a década de 80, o “The Police” (uma banda de Rock) lançou um álbum chamado “Synchronicity” (Sincronicidade), e hoje em dia, as pessoas estão vendo as experiências sincrônicas como, cada vez mais “normais”, OK, por causa da estrutura do tempo artificial estar desgastada, as pessoas, agora, estão buscando uma saída. As pessoas tem experiências sincrônicas que estão dizendo para elas, oh, espere; há uma outra realidade.

"Isto deveria ser o nosso dia-a-dia, a experiência de cada momento. Então, a única forma de sair disto é parando o relógio."

Argüelles supunha que o sistema 12:60 foi imposto de fora.

"Exatamente. E a minha compreensão disto é precisa, então porque os Maias encarnaram do outro lado do planeta para estabelecer os fundamentos do que eu chamo de ciência do tempo Maia?”

"Vamos ver dessa forma, suponhamos que a equipe de vigilância, dos Maias galácticos, esteja observando esta parte do que eu chamo de zona experimental do universo, este sistema solar daqui, eles estão observando tudo isto, e eles viram que o que nós poderíamos chamar de corrente cármica de um sistema de mundo anterior, digamos que queria capturar um planeta em particular, e injetar essa ideia babilônica/sumérica de Tempo baseado em 12 e 60, e assim aconteceu”.

"E é interessante que os Sumérios sabiam disto – exatamente no que chamamos de o Grande Ciclo Maia, por volta de 3100 aC. Então, este é exatamente o momento quando ocorreu. Você tem evidências do que aconteceu nessa época. Então, os Maias entraram no momento certo e disseram OK, bem, temos que ver onde está; vemos até onde tudo isto levará. Vai acontecer um desastre. A única coisa que podemos fazer é ir para lá e plantar sementes de sensibilidade do tempo correto, a matemática correta do tempo e rezar para que no momento certo tudo isto seja descoberto e que se deem conta do que é, injetaram os dado lá. Eu acho que eles foram tão incrivelmente inteligentes que sabiam que mesmo através do que chamamos de 2012, na Conta Longa Maia, matematicamente falando, é 13.0.0.0.0. Eles não tinham uma data fixa como ponto de partida. Tudo está em ciclos diferentes.

"Uma vez que superemos esse obstáculo, de 2012, nosso destino é chegar a ser “telepatas biosolares”. O obstáculo chave é perceber que isto é a sabedoria dos antigos. Isso é algo do que falavam, por exemplo, os antigos Maias ou Mexicanos ou os Incas ou os Egípcios, os chamados adoradores do Sol, que realmente sabiam que o Sol é o regulador da consciência humana e, é por isso que eles o davam toda a atenção.

"Você sabe que os antigos Maias sabiam disto. Isto é o porquê de eu me referir a eles como os sábios que encarnaram aqui e se estabeleceram como os Maias. Sabiam disto e tinham uma linguagem muito sofisticada para descrevê-lo. E um dos termos que eles usam é Tinkananta, que são os poderes paranormais ou telepatas que os seres humanos possuem e que estão diretamente conectados com a radiação solar. Tinkananta. A telepatia e a radiação solar tem algo em comum, são um tipo de meio de comunicação".

A entrevistadora Regina Meredith perguntou a José: "Quanto à tecnologia no futuro, houve um evento interessante ontem, quando Lynn Roberts conduziu um grupo em uma meditação, onde você poderia se colocar no futuro e como se veria. E eu entrevistei Barbara Marx Hubbard bem depois disto e ela e eu havíamos tido basicamente as mesmas visões, com ligeiras variações, onde estava este sentido muito orgânico do tempo, o sentido orgânico da vida em estreita relação com a Terra, altamente telepática. Mas, estamos na presença de monitores de computador, porém, eles nos conectam com tudo quanto possível. O que quer que você necessite para estar em comunhão com qualquer lugar do planeta e mais além está ali. Então, é muito possível, me pareceu bastante harmônico e belo que mesmo os tipos de tecnologias que temos agora, mesmo na sua forma primitiva, estão surgindo, e vão funcionar muito bem com o sentido orgânico do tempo no futuro".

Argüelles concordou e deu um diagnostico da extravagância tecnológica dirigida por tolos morais que ameaçam o futuro da humanidade.

" . . . Temos sido bastante imaturos para lidar com elas (invenções de alta tecnologia); nós nos tornamos caprichosos com o relógio, desenvolvemos um sistema fora de controle que nunca experimentamos, e estão fazendo de nós, uns tolos que perderam os papéis.

"Então, nós temos que rever tudo isso. Tem que haver algum tipo de monitoramento em tudo isto, que possa calibrar nossa inteligência e ver o que é que realmente necessitamos. Porque a coisa é, como eu sempre digo, wow, isso é realmente divertido para o Homo Sapiens que por 25.900 anos fez tudo muito bem sem carros e, então, agora, não pode fazer nada sem eles.

"Então, sabe como é, hei, espere um minuto, nós temos que deter este processo. É uma tecnologia fora de controle que está tendo todo tipo de efeito em nossa psique, em nossa psique social e em nossa psique pessoal, que não podemos controlar e estamos todos igualmente sentados em volta, impotentes, sabe, e vendo nossos filhos enlouquecerem.

"o dinheiro é como uma ilusão. Não se preocupe, vivemos sem esta tecnologia todo o tempo. Apenas aprenda a cultivar um jardim e relaxe. Tudo vai melhorar".

Este e muitos outros vídeos esclarecedores de Argüelles pode ser encontrado aqui:

http://www.cmn.tv/interviews/jose-Argüelles/

http://www.cmn.tv/transcripts/transcript-jose-Argüelles/

e, sem dúvida, a porta para o futuro se encontra em:

http://www.lawoftime.org/

José e eu trocamos algumas poucas cartas no início dos anos 90 em meus dias padrões de pré-desestabilização, suficientes para fazer-me sentir como seu irmão mais novo. Eu havia provocado a conexão depois de ler uma linha em seu livro de 1987, O Fator Maia: Um caminho além da tecnologia.

A linha era: "A chave para a integridade é admitir seus erros". Minha vida deu um giro significativo para melhor, uma vez que integrei isso a meu paradigma. Em grande parte, me conduziu para onde estou agora, contando a vocês tudo isso. De fato, eu sempre planejei encontrá-lo na Ponte Arco-Íris, e a julgar por sua página web, todavia posso.

Então, como pseudoepdemiologista brincando com as premunições, você sabe que estou, eu estou fazendo a predição audaz de que o mundo compreenda, o quanto antes, e siga as diretrizes deste inspirador e humilde servidor da vibração universal, melhor conhecido em alguns círculos como Valum Votan, presidente da Fundação para a Lei do Tempo, em melhor circunstância do que todos nós estaremos. E eu digo, o quanto antes, melhor.

Amado Memnosis, mestre da memória cósmica (seu personagem em A Sonda de Arcturus).

Para pedir A Sonda de Arcturus, vá em: http://www.lighttechnology.com/store/books/arcturus-probe-jos%C3%A9-arg%C3%BCelles


Boa viagem, José. Nós estaremos bem atrás de você, e lhe veremos lá. Obrigado por sua orientação.





John Kaminski é um escritor, que vive na costa do Golfo da Flórida, eternamente agradecido pelas almas gentis que passam por este mundo e deixam os presentes que fazem esta vida valer a pena. http://johnkaminski.info/ 250 N. McCall Rd. #2, Englewood FL 34223 USA